Histórias B

B Lab AfriCAN 2022 Summit: Negócios sustentáveis como catalisadores de mudanças

B Lab African 2022 Summit

Conheça cinco negócios sustentáveis apresentados no B Lab AfriCAN 2022 Summit que estão agindo para proteger o meio ambiente e melhorar a qualidade de vida no continente africano

Nossa missão é entender como empresas ao redor do mundo estão agindo para construir uma economia mais justa, sustentável e regenerativa e, depois, compartilhar essas histórias para inspirar mais pessoas a fazerem parte dessa transformação.

Para cumpri-la, buscamos compreender diferentes perspectivas e estratégias de negócios que levam em conta o respeito às pessoas e ao planeta. 

Com isso em mente, recentemente participamos do B Lab AfriCAN 2022 Summit, que reuniu pessoas e empresas que estão fazendo a diferença no continente africano. 

A seguir, conheça alguns cases apresentados no evento que mostram que o papel do poder privado vai além da geração de lucro, e inspire-se nessas histórias. 

A relevância da África para o avanço da Agenda 2030 

b lab africa

Não é possível falar em desenvolvimento sustentável global sem levar em conta a relevância do continente africano. Afinal, a África é habitat de uma parcela significativa dos recursos naturais utilizados em todo o mundo. região abriga: 

  • A maior massa de terra arável do mundo;
  • O segundo maior e mais longo rio (Nilo);
  • A segunda maior floresta tropical do globo (Congo);
  • Cerca de 30% das reservas minerais do planeta;
  • 8% do gás natural;
  • 12% das reservas mundiais de petróleo;
  • E 40% do ouro. 

Além disso, o sistema alimentar global também depende fortemente da região.

Atualmente, a África exporta mais de US$ 40 bilhões em produtos alimentícios para o resto do mundo. 

E ainda, o continente domina a oferta global de cacau, com Gana e Costa do Marfim produzindo sozinhos mais de dois terços dos grãos deste fruto. Isso sem falar que muitas das culturas alimentares cultivadas em todo o planeta hoje têm suas raízes na África. 

No entanto, essa mesma região tão rica e cheia de potencial, também é um dos continentes que mais sofre com fome, insegurança alimentar e pobreza (uma contradição bastante conhecida por nós, brasileiros).

Então, avançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na África pode beneficiar diretamente a qualidade de vida da população, aumentar a proteção da riqueza ambiental e impulsionar a economia dos países da região. Indo além, as metas globais da Agenda 2030 não poderão ser atingidas sem que haja uma aceleração significativa do avanço dos ODS no continente africano nos próximos anos. 

Para se ter ideia, o alcance dos ODS na África poderia gerar US$ 12 trilhões em oportunidades de mercado e 380 milhões de empregos até 2030.

O setor de alimentação é um exemplo do potencial econômico e social a ser cultivado no continente. Estimativas apontam que a conta de importação de alimentos dos países africanos mais do que triplicou nas últimas décadas (US$35 bilhões por ano). 

Contudo, muitos desses alimentos importados poderiam ser produzidos localmente, gerando empregos e aumento de renda muito necessários para os jovens e pequenos agricultores das nações do continente. Ou, com uma melhor integração do mercado regional de alimentos, os alimentos poderiam ser importados de outros países africanos, contribuindo para o desenvolvimento da economia. 

Leia também:
A empresa que nasceu para acabar com a escravidão na indústria do chocolate 

Negócios sustentáveis como catalisadores de mudanças na África 

São necessárias ações em diferentes frentes para acelerar o avanço da Agenda 2030 na África. O papel do poder privado nesse sentido é crucial. Negócios sustentáveis têm o potencial de impulsionar transformações ambientais, sociais e econômicas relevantes para o alcance dos ODS no continente. 

Durante o B Lab AfriCAN 2022 Summit, conhecemos diversas empresas que estão cientes da importância de avançar o desenvolvimento social e econômico da região com base em uma agenda sustentável, que leve em conta o bem-estar das pessoas e do planeta. 

É o caso das cinco que apresentamos a seguir. Siga a leitura e conheça empresas B africanas e empreendedores de impacto que estão traçando o caminho para um futuro com mais oportunidades para todos no continente, com foco no desenvolvimento sustentável da região. 

Leia também:
Empresas B: o que são e por que são tão importantes para o futuro do planeta

Build X Studio 

negócios sustentáveis

Primeira empresa de arquitetura, engenharia e construção a obter a certificação B na África, a queniana Build X desenvolve soluções construtivas utilizando materiais sustentáveis e renováveis. Na prática, a empresa constrói edifícios zero carbono e projetados para aumentar a qualidade de vida e o bem-estar. 

B Lab African 2022Durante o B Lab AfriCAN 2022 Summit, James Mitchell, CEO e cofundador da Build X Studio, falou sobre a relevância de se tornar uma empresa B certificada. É importante destacar que o processo de certificação leva em conta não apenas aspectos ambientais. É analisado também como você trata seus colaboradores, seus clientes e a comunidade em que atua. Isso, por sua vez, provoca reflexões importantes sobre o papel da empresa”, comentou. 

James destacou ainda que além de ser boa para o planeta e para a sociedade, essa visão mais social e ambientalmente responsável é boa também do ponto de vista estratégico do negócio. “Muitas empresas veem a sustentabilidade como algo ‘extra’, apenas para colocar em seus relatórios. Contudo, cada vez mais estamos presenciando a construção de um mundo em que a sustentabilidade está no centro das estratégias, algo que rege a razão de os negócios existirem”, refletiu. 

4G Capital 

negócios sustentáveis

A 4G Capital fornece financiamento para micro e pequenos negócios e empresários do setor informal para impulsionar a economia local. Ou seja, oferece inclusão financeira por meio de empréstimos que atendem às necessidades específicas de pequenas empresas. Além disso, promove treinamentos digitais que ajudam seus clientes a maximizar retornos. 

B Lab African 2022

Durante o B Lab AfriCAN 2022 Summit, Roseanne Masila, chefe de Operações e Suporte da empresa, salientou ainda a importância do apoio aos pequenos negócios para a criação de uma economia mais sustentável. 

“O poder privado tem um papel fundamental na construção de um futuro melhor para as pessoas e para o planeta. Por meio do nosso trabalho, podemos perceber na prática que negócios sustentáveis podem, sim, ser lucrativos. Como B Corp, acreditamos que precisamos impulsionar o verdadeiro potencial africano”, detalhou. 

Kuza Biashara 

negócios sustentáveis

Kuza Biashara é uma plataforma digital que oferece oportunidades de treinamento e colaboração para pequenos agricultores e empresários agrícolas no Quênia. O objetivo da empresa é ajudar esses profissionais a expandir seus negócios e obter uma renda viável. 

Por meio de suas soluções, esta empresa B treina jovens da área rural para que se tornem agroempreendedores. Além disso, a rede de colaboração da Kuza ajuda trabalhadores rurais a se conectarem com provedores de serviços. Assim, eles têm acesso a insumos de alta qualidade, consultoria agrícola, crédito e vínculos de mercado. 

B Lab African 2022No B Lab AfriCAN 2022 Summit, Sriram Bharatam, fundador e mentor-chefe na Kuza, salientou que apoiar micro e pequenos negócios sustentáveis é crucial para gerar mudanças significativas na economia e na sociedade. 

“Os maiores problemas e desafios globais representam também as maiores oportunidades do mundo – oportunidades para que os jovens e os pequenos empreendedores possam fazer a diferença para um mundo melhor”, frisou. 

Educor Kenya Limited 

negócios sustentáveis

A Educor é uma provedora de educação infantil que oferece serviços de creche, jardim de infância e educação primária. Atualmente, a empresa opera em cinco campus em Nairobi, no Quênia. 

B Lab African 2022“Indo além das práticas corporativas, temos a responsabilidade de educar as futuras gerações. As crianças e jovens muitas vezes se sentem impotentes diante dos desafios globais. Se os engajarmos em causas importantes desde o início da educação, nós estaremos empoderando-os a serem parte das mudanças necessárias”, refletiu Prisca Muyodi, fundadora da empresa. 

Prisca comentou ainda que empresas com mentalidade B não deveriam ser exceção. “Devemos caminhar para um cenário em que um negócio não deveria existir caso não tenha um tripé de sustentabilidade (social, ambiental e financeira)”, apontou. 

M-Kopa 

negócios sustentáveis

Essa empresa oferece um modelo inovador de financiamento no estilo “Pay-As-You-Go”. Os clientes da M-Kopa podem ter acesso a produtos e serviços de acordo com suas necessidades de tempo de utilização, por meio de micropagamentos flexíveis. 

Os planos da M-Kopa conectam cidadãos a mais de 2 milhões de dispositivos e equipamentos no Quênia e em Uganda, fornecendo acesso a energia solar, smartphones, radios, TVs, refrigeradores, empréstimos e muito mais. 

B Lab African 2022

No B Lab AfriCAN 2022 Summit, Harleen Thati, gerente de Impacto, ESG + Parcerias na M-Kopa, frisou que aumentar a acessibilidade a serviços e produtos básicos para a população gera impactos significativos na comunidade. Um exemplo disso são os benefícios oferecidos pelo plano de energia solar: 

“Nossos dispositivos de energia solar estão presentes em 8 milhões de habitações, o que permite retirar cerca de 2 milhões de CO2 da atmosfera. Além disso, o acesso à energia solar contribui para o aumento da qualidade de vida. Cerca de 55% dos nossos clientes relatam que, com mais tempo para estudar graças à iluminação, a educação das crianças melhora. E ainda, com eletricidade, as pessoas têm acesso a informações importantes via rádio ou TV”, detalhou Harleen. 

Transformar a economia é uma missão coletiva. Que essas histórias inspirem você a encontrar formas de contribuir para a mudança.

Mais exemplos de negócios sustentáveis 

Quer conhecer outras histórias de empresas que estão construindo uma nova forma de fazer negócios – mais justa, sustentável e regenerativa? 

Baixe as duas primeiras edições da série Estudos B:

Quer receber conteúdo sobre ESG, Agenda 2030 e negócios de impacto em seu e-mail?
Assine nossa curadoria de histórias, tendências, dicas e ferramentas pensada para a sua jornada B pessoal e/ou empresarial

Francine Pereira

Jornalista, especializada em criação de conteúdo digital. Há mais de 10 anos escrevo sobre tendências de consumo, inovação, tecnologia, empreendedorismo, marketing e vendas. Minha missão aqui no A Economia B é contar histórias de empresas que estão ajudando a transformar o mundo em um lugar mais justo, igualitário e sustentável.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Guia para empresas

Guia para empresas