ODS Universo B

Inovação e sustentabilidade na infraestrutura e na indústria: o ODS 9 e o papel das empresas

Foto: Karsten Würth/Unsplash

Saiba por que o poder privado deveria se envolver no progresso do ODS 9 e entenda o papel das empresas para impulsionar a inovação e a sustentabilidade na infraestrutura e na indústria

Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 9:

Este conteúdo faz parte da série Pandemia de Covid-19 e os ODS. Clique aqui e confira todos os artigos sobre o impacto dessa crise na Agenda 2030. 

O nono Objetivo de Desenvolvimento Sustentável estabelece metas para: 

  • A construção de infraestruturas sustentáveis, de qualidade e resilientes;
  • O fortalecimento de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, fomentando a inovação;
  • A promoção da industrialização inclusiva e sustentável;
  • O aumento do acesso de micro e pequenas empresas a sistemas financeiros e produtivos;
  • O acesso universal a tecnologias de informação e comunicação (TIC).

Ou seja, o alcance das metas do ODS 9 tem um papel primordial na busca por mais qualidade de vida, para impulsionar novas tecnologias e inovações que atendam a novos desafios e demandas e para potencializar a participação da indústria no desenvolvimento sustentável.

Como produtoras, empregadoras, investidoras e promotoras de inovação, as empresas têm um papel crucial para o avanço deste objetivo de desenvolvimento sustentável.

Neste artigo, debatemos a importância do ODS 9 para o poder privado e exploramos as diferentes maneiras pelas quais as empresas podem contribuir para o avanço desse objetivo da Agenda 2030. Além disso, listamos negócios que já incluem o ODS 9 em suas estratégias e apresentamos ONGs que você pode apoiar para contribuir nesse sentido. Acompanhe!

Leia também: ODS 9: Indústrias e infraestruturas inclusivas e sustentáveis para uma economia mais resiliente e justa

Por que as empresas deveriam se preocupar com o ODS 9?

Foto: LeBoutillier/Unsplash

Ainda que esse ODS trate de setores específicos, empresas de todos os tipos e áreas têm a ganhar com o avanço das metas referentes a ele. Afinal, só é possível prosperar em um mundo com indústrias e infraestruturas resilientes e de qualidade.

Então, estes são alguns dos principais motivos para as empresas incorporarem as metas do ODS 9 às suas estratégias: 

🌎 As metas do ODS 9 contribuem para a agenda climática

Os processos envolvidos na construção e na manutenção de infraestruturas, juntamente com os processos industriais em diferentes setores, são responsáveis por cerca de 85% das emissões de gases de efeito estufa (GEE).

Sendo assim, atingir as metas do ODS 9 focadas na promoção de indústrias e infraestruturas mais sustentáveis é crucial para reduzir as emissões de GEE globalmente, limitando o aquecimento global e, consequentemente, evitando uma tragédia climática sem proporções. 


Saiba mais!

Leia o Estudo B #1: Como criar e executar uma agenda climática

Nesse relatório, você descobrirá as principais movimentações globais para um futuro carbono zero e, além disso, conhecerá histórias de empresas que mostram como inovar e criar diferenciais competitivos nesse contexto.


📲 O acesso a tecnologias de informação favorece o progresso econômico e social

A desigualdade digital é um grande problema para o avanço econômico e social do Brasil. De acordo com o IBGE, 21,7% da população brasileira com mais de 10 anos não tem acesso à internet. 

Ou seja, na prática, 40 milhões de brasileiros não acessam informações e ferramentas que lhes ajudariam a ter mais e melhores oportunidades. São pessoas que poderiam empreender e gerar impacto econômico e social, milhões de potenciais talentos que não estão sendo acessados pelas empresas.  

Nesse sentido, as metas do ODS 9 relacionadas a apoiar a construção de infraestruturas de acesso a tecnologias de informação e comunicação podem impactar diretamente as empresas – seja porque, com mais acesso a informações, mais consumidores podem alcançar os produtos e serviços da empresa, ou porque, com a democratização do acesso à informação, a organização tem um banco de talentos muito maior à sua disposição.

Foto: ThisisEngineering RAEng/Unsplash

💡✨ Inovação e desenvolvimento sustentável caminham lado a lado

Inovação não é apenas algo que influencia os movimentos de mercado; ter uma cultura focada na inovação é um requisito fundamental para qualquer empresa que deseje se manter relevante e competitiva no longo prazo, crescendo de forma sustentável. 

O relatório Rethinking innovation in industrial manufacturing aponta que as indústrias mais inovadoras crescem em torno de 12% ao ano. Em comparação, empresas que não investem em inovação crescem cerca de 3% anualmente.

E ainda, o estudo revela que o grupo menos inovador de empresas de manufatura industrial gerou apenas 7,1% de suas receitas com novos produtos e serviços, enquanto os principais inovadores da indústria conseguiram um aumento de receita de 22,8%.

Além de fazer sentido do ponto de vista financeiro, as metas do ODS 9 relacionadas ao fortalecimento de pesquisa e inovação são cruciais também pensando no desenvolvimento sustentável. Por meio do fomento da inovação industrial, é possível criar materiais, produtos e serviços inovadores, que ajudem a resolver problemas sociais e ambientais.

Ou seja, o investimento em pesquisa e inovação tem potencial de gerar novos mercados e oportunidades de negócios, que beneficiem as empresas, as pessoas e o planeta. Afinal, uma indústria mais inovadora alavanca novas tecnologias e soluções que ajudam a resolver problemas socioambientais urgentes, impulsionando o crescimento sustentável.

O papel das empresas para o desenvolvimento sustentável por meio do ODS 9

Foto: RAEng/Unsplash

Ao se comprometer com a industrialização sustentável e promover a inovação em todas as suas operações, as empresas podem contribuir para os esforços de desenvolvimento nas regiões em que operam por meio da atualização da infraestrutura local, do investimento em energia resiliente e tecnologias de comunicação, e da disponibilização dessas tecnologias para todas as pessoas, incluindo grupos marginalizados, que podem não ter acesso de outra forma.

E ainda, as corporações também podem promover o desenvolvimento de infraestruturas inclusivas, trazendo serviços financeiros valiosos e oportunidades de emprego para empresas menores e/ou pertencentes a minorias.

Segundo o SDG Compass, ferramenta que ajuda negócios a alinharem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável às suas estratégias, estas são as áreas centrais em quais o poder privado pode contribuir para o progresso do ODS 9: 

  • Investimento em infraestruturas
  • Acesso a serviços financeiros
  • Investimentos ambientais
  • Pesquisa e inovação
  • Legados tecnológicos

4 ações para empresas contribuírem para o avanço do ODS 9

 O guia Blueprint for Business Leadership on the SDGs traz algumas diretrizes para apoiar os empresários no caminho para o avanço do ODS 9.

Esse relatório revela quatro ações fundamentais para que as empresas possam se envolver de forma efetiva na construção de uma economia mais inovadora e sustentável. São elas: 

1) Pesquisar, desenvolver e implantar produtos, serviços e modelos de negócios para fornecer infraestrutura sustentável e resiliente 

inovação e sustentabilidade na infraestrutura
Foto: Los Muertos/Pexels

Exemplos práticos: 

  • Uma empresa de tecnologia oferece a municípios soluções para infraestrutura de serviços urbanos sustentáveis (como, por exemplo, estrada fotovoltaica e desenvolvimento de infraestrutura in situ).
  • Um banco de investimento lança um título verde para financiar infraestrutura sustentável, fazendo parceria com governos para selecionar projetos com base em critérios que incluem design resiliente ao clima e prestação de serviços inclusiva. 

Dicas para implementar essa ação: 

  • Desenvolva e apoie a construção de soluções de infraestrutura que sejam sustentáveis, resilientes e adaptadas às necessidades locais relacionadas aos padrões de uso e condições ambientais. Esse tipo de projeto pode oferecer melhores serviços a um custo menor para o público, em comparação com as soluções convencionais. 
  • Os projetos de infraestrutura têm um grande impacto nas comunidades locais. O desenvolvimento de soluções de infraestrutura deve permitir uma gestão cuidadosa e minimização dos riscos de impactos negativos associados à construção, operação e eventual descarte. 

2) Apoiar a modernização inclusiva e sustentável das indústrias dos países em desenvolvimento nas cadeias de valor globais

inovação e sustentabilidade na indústria
Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

Exemplos práticos: 

  • Uma empresa de fabricação de alimentos desenvolve grãos enriquecidos para fornecer nutrientes e vitaminas a populações desnutridas, com instalações de fábricas em países em desenvolvimento, incluindo a participação de pequenos agricultores. 
  • Um varejista de moda constrói fábricas sustentáveis para produção de roupas em áreas remotas de um país em desenvolvimento, proporcionando às mulheres nas comunidades rurais acesso a trabalho decente. 

Dicas para implementar essa ação: 

  • Desenvolver uma base industrial em um país em desenvolvimento requer total colaboração com as partes interessadas relevantes para garantir que a indústria seja compatível com as capacidades locais e os planos de desenvolvimento. 
  • As empresas que operam em países em desenvolvimento devem gerenciar os riscos de impactos negativos nas populações vulneráveis e no meio ambiente. Elas devem ter salvaguardas apropriadas, incluindo políticas antissuborno e corrupção. Além disso, é preciso que a organização monitore e relate o progresso de suas ações para se tornar publicamente responsável.
Leia também: Como as empresas podem contribuir para promover trabalho decente e crescimento econômico sustentável para todos (ODS 8)

3) Criar sistemas de inovação para o desenvolvimento sustentável, fornecendo acesso a financiamento, fomentando o empreendedorismo e reunindo recursos financeiros e de pesquisa em uma base de conhecimento global

inovação e sustentabilidade na indústria
Foto: Los Muertos/Pexels

Exemplos práticos: 

  • Uma empresa de bens de consumo concede capital de risco a PMEs que buscam dimensionar soluções tecnológicas que forneçam acesso à água potável em países em desenvolvimento. 
  • Um varejista de café compartilha dez anos de pesquisa agronômica proprietária com agricultores em países em desenvolvimento para apoiar práticas climáticas inteligentes em áreas vulneráveis e aumentar rendimentos agrícolas por meio da cafeicultura sustentável. 
  • Uma empresa de cimento monta uma equipe para identificar futuros modelos de negócios  alinhados com as políticas climáticas e de sustentabilidade. 

Dicas para implementar essa ação: 

  • Faça parcerias com  instituições para criar sistemas de inovação, incluindo agentes do ensino superior, sociedade civil e grupos de pares da indústria. 
  • A inovação e os avanços tecnológicos podem reforçar as desigualdades existentes. Por isso, é importante que as empresas engajem de forma significativa os grupos vulneráveis para entender as áreas de necessidade e minimizar os riscos de impactos negativos que suas iniciativas e soluções possam ter.

4) Atualizar e modernizar a infraestrutura e os ativos do setor nas operações próprias e da cadeia de suprimentos para torná-los sustentáveis e resilientes

inovação e sustentabilidade na infraestrutura
Foto: Dan Meyers/Unsplash

Exemplos práticos: 

  • Uma empresa de transporte usa sensores para desenvolver análises sobre a eficiência da infraestrutura ao longo do tempo e compartilha aprendizados com seus stakeholders. 
  • Um construtor de barragens hidrelétricas realiza uma análise de impacto do ciclo de vida dos projetos, considerando as diferentes maneiras pelas quais suas instalações podem gerar impacto no longo prazo.   

Dicas para implementar essa ação: 

  • A colaboração com o governo na geração de políticas públicas para maior resiliência dos projetos e para apoiar as comunidades afetadas é fundamental para promover mudanças sistêmicas. 
  • Grandes projetos de infraestrutura e investimento industrial têm um impacto significativo nas comunidades locais. Sendo assim, o desenvolvimento desses projetos deve permitir uma gestão cuidadosa e a minimização dos riscos de impactos negativos associados à construção, operação e eventual descarte.

Boas práticas para promover e apoiar o desenvolvimento de infraestrutura e industrialização sustentável e inclusiva

Veja abaixo as recomendações do Pacto Global, movimento que incentiva o alinhamento de estratégias empresariais aos direitos humanos: 

6 empresas que estão contribuindo para o progresso do ODS 9

Arm

Arm é uma fabricante de produtos de tecnologia que contribui para o desenvolvimento sustentável por meio de suas operações. A empresa atua nesse sentido em diferentes áreas: 

  • Descarbonizando a computação, reduzindo as emissões através de seus processadores de baixa energia.
  • Diminuindo a desigualdade digital, proporcionando infraestrutura para expandir a conectividade das pessoas, levando acesso a informações e oportunidades para áreas isoladas.
  • Diminuindo o gap educacional e de habilidades, oferecendo educação em engenharia da computação e nas áreas STEM (do inglês, science, technology, engineering e mathematics – ou seja, ciência, tecnologia, engenharia e matemática).
  • Promovendo a inovação, por meio de um ecossistema global de desenvolvedores que trabalham juntos para construir soluções inovadoras que geram impacto socioambiental.    

Saiba mais

Leia também: O impacto da pandemia de Covid-19 na educação (ODS 4)

AI for good

AI for Good é um negócio de impacto que desenvolve tecnologias com inteligência artificial em parceria com ONGs e instituições locais para ajudar a resolver as necessidades de pessoas em situações de vulnerabilidade. 

Entre os sistemas desenvolvidos pela empresa, destacam-se: 

  • rAInbow: plataforma que fornece um ambiente seguro e sem julgamentos para prevenir e detectar sinais precoces de abuso e violência doméstica. 
  • SnehAI: companheiro digital projetado para adolescentes, que oferece informações relevantes sobre saúde sexual e reprodutiva de forma acessível.
  • Factory of the future: uma série de instalações artísticas criadas em parceria com a Universidade de Cambridge que indicam o impacto oculto de dados e decisões algorítmicas no futuro.

Saiba mais

Grupo Iberdrola

Grupo Iberdola – Inovação e sustentabilidade na infraestrutura e na indústria – ODS 9

O grupo Iberdrola é um dos líderes mundiais em geração de energias renováveis. Para contribuir para o avanço do ODS 9, o grupo aposta em acelerar seus investimentos em energias renováveis, digitalização e mobilidade elétrica para impulsionar uma industrialização inclusiva e sustentável. 

Para isso, investirá 75 bilhões de euros entre 2020 e 2025, que aumentarão até 150 bilhões em 2030, com o objetivo de dinamizar o tecido industrial e criar empregos nos países onde está presente. 

A Iberdrola também é a primeira companhia energética privada do mundo em investimento em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. O grupo investiu mais de 2 bilhões de euros em P+D+I – 337,5 milhões de euros só em 2021. 

Saiba mais

Leia também: Como as empresas podem contribuir para o avanço do ODS 7 – Energia limpa e acessível para todos

Siemens

Siemens – Inovação e sustentabilidade na infraestrutura e na indústria – ODS 9

O conglomerado industrial Siemens apoia o progresso do ODS 9 em diferentes frentes. A empresa contribui para o fomento da inovação por meio de parcerias com universidades, com o objetivo de transferir o conhecimento tecnológico da organização e atuar junto com as instituições na busca por soluções inovadoras. 

Além disso, a Siemens desenvolve projetos e produtos em áreas socioambientais – como, por exemplo: 

  • Descarbonização
  • Mobilidade sustentável
  • Conservação de recursos
  • Gestão de saúde e Segurança
  • Diversidade
  • Educação
  • Cidadania corporativa
  • Arte e cultura
  • Voluntariado

Para medir o impacto de suas ações em nível local e global, a Siemens desenvolveu a metodologia “Business to Society”. Essa ferramenta é uma forma de monitorar e analisar a contribuição da empresa para o alcance dos objetivos da Agenda 2030.  

Saiba mais

Gerdau

Gerdau – Inovação e sustentabilidade na infraestrutura e na indústria – ODS 9
Foto: Forbes

A brasileira Gerdau é uma das maiores produtoras de aço do mundo, atendendo aos setores de construção, automotivo, de energia, naval, de máquinas e agropecuário. 

Anualmente, a empresa transforma milhões de toneladas de sucata em novos produtos siderúrgicos. Aliás, cerca de 73% do metal utilizado nas operações da Gerdau é sucata. Assim, a empresa reduz suas emissões de CO2 à metade da média global da indústria siderúrgica. 

Utilizando processos baseados na economia circular, a Gerdau reaproveita os resíduos e os materiais gerados de forma secundária durante a produção de aço para utilizar em novos produtos com inúmeras aplicações. 

Além disso, a empresa investe cerca de R$ 241 milhões em ações ambientais anualmente, e 33 mil horas de treinamento em educação ambiental para colaboradores. 

Saiba mais

Leia também: Reaproveitamento do lixo eletrônico: causa ambiental com propósito social

Infracities

A falta de um planejamento urbano integrado, que abranja todas as redes de infraestrutura, gera inúmeros problemas nas cidades, causando o esgotamento dos recursos naturais, poluição e queda na qualidade de vida da população. 

Para resolver essas questões, a startup Infracities desenvolveu o Infravias, um sistema de infraestrutura e mobilidade sustentável. O Infravias organiza as redes de gás, água, esgoto, energia elétrica, comunicações e drenagem pluvial, por meio de um sistema subterrâneo sob calçadas e ciclovias. 

Além de integrar os diferentes sistemas de infraestrutura, o Infravias promove a sustentabilidade, utilizando plástico reciclado oriundo do lixo urbano em sua construção. 

 

ONGS que ajudam a acelerar o progresso do ODS 9

Se sua empresa realmente está comprometida com o ODS 9, precisa realizar parcerias com outros agentes da sociedade que também estão atuando para promover indústrias e infraestruturas mais inovadoras, com foco em inclusão e sustentabilidade. 

Além de se unir a instituições de ensino, governos e até mesmo outras empresas, para ajudar a alavancar o ODS 9 também é possível fazer parcerias com ONGs que já atuam nesse sentido – caso, por exemplo, das sete que destacamos a seguir. 

Plug Doações

Esse projeto tem o intuito de ajudar a diminuir a divisão digital entre crianças e adolescentes de todo o Brasil. A plataforma online conecta estudantes que não possuem computador para estudar a pessoas e empresas que têm aparelhos sobrando em casa e gostariam de doar. Além disso, a Plug também aceita doações em dinheiro para a compra de equipamentos. 

☞ Saiba como apoiar essa causa

Internet sem Fronteiras

Essa ONG atua na defesa do direito à comunicação e dos direitos digitais como meio de empoderamento dos indivíduos e da participação social. Para isso, desenvolvem projetos de formação na área da educação para mídia, comunicação popular e segurança digital em escolas, para coletivos e organizações da sociedade civil. 

☞ Saiba como apoiar essa causa

Escola Conectada

O Instituto Escola Conectada leva internet de alta velocidade para escolas públicas, a partir do apoio de provedores locais. A missão da ONG é conectar pessoas à internet de qualidade para fazer do Brasil um lugar com mais oportunidades para todos a partir da educação.

Saiba como apoiar essa causa

Ekloos

O Instituto Ekloos atua no fortalecimento de organizações sem fins lucrativos e negócios sociais, ajudando-os a aperfeiçoar os seus processos de gestão e aumentando o seu impacto social. Os Programas de Aceleração do Ekloos têm como objetivo impulsionar as atividades desenvolvidas por ONGs e negócios de impacto social, e são financiados por empresas, institutos e fundações, permitindo que as iniciativas sociais possam participar gratuitamente. 

☞ Saiba como apoiar essa causa

Fundação Amazônia Sustentável (FAS)

Para promover o desenvolvimento sustentável na Amazônia, a FAS desenvolve e implementa projetos nas áreas de saúde, educação e cidadania, empoderamento, geração de renda, infraestrutura comunitária, conservação ambiental, gestão e transparência, pesquisa, desenvolvimento e inovação. Todos relacionados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

☞ Saiba como apoiar essa causa

8 80 cities

Essa ONG trabalha para, junto com os cidadãos, melhorar a mobilidade e o espaço público para criar comunidades mais vibrantes, saudáveis e equitativas. A missão da instituição é criar cidades seguras e felizes que priorizem o bem-estar das pessoas – que sejam boas para pessoas de todas as idades.

☞ Saiba como apoiar essa causa

Todos juntos pela evolução do ODS 9

Inovação e sustentabilidade na infraestrutura e na indústria – ODS 9

A construção de uma economia mais resiliente e justa, baseada em uma infraestrutura e uma indústria mais inclusiva, sustentável e inovadora passa por desenvolver processos empresariais que sejam bons para as pessoas e para o planeta.

Então, guiar-se pelas metas do ODS 9 é um excelente caminho para empresas que desejam participar ativamente da construção dessa nova economia. 

Esperamos que as histórias apresentadas e as reflexões propostas lhe ajudem a encontrar formas de fazer a sua parte – seja individualmente, apoiando causas que apoiam o avanço do ODS 9, ou por meio de ações empresariais focadas nessa causa.

Conhece ou trabalha em uma empresa que está agindo para contribuir para o avanço do ODS 9? Deixe um comentário com sua indicação ou entre em contato conosco. Afinal, essa é uma lista viva e poderá ser atualizada com as suas sugestões.

Francine Pereira

Jornalista, especializada em criação de conteúdo digital. Há mais de 10 anos escrevo sobre tendências de consumo, inovação, tecnologia, empreendedorismo, marketing e vendas. Minha missão aqui no A Economia B é contar histórias de empresas que estão ajudando a transformar o mundo em um lugar mais justo, igualitário e sustentável.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Guia para empresas